10 Mai, 2018

Intérpretes: Diplomatas e acrobatas

10 Mai, 2018

A revista Época, em matéria publicada na semana passada, contou um pouco do dia a dia dos intérpretes de chefes de estado e dos meandros da interpretação da diplomacia brasileira, não apenas no que diz respeito ao conjunto de nossos representantes junto a um governo estrangeiro, mas também da arte do trato e do bom entendimento entre as pessoas. O artigo mostra que, também nesse momento, a presença do intérprete é fundamental. Fora da cena diplomática não é muito diferente. Em reuniões entre presidentes de empresas muitas vezes há milhões em jogo e o clima não está livre de tensões. Intérpretes são diplomatas e acrobatas. Se quiser entender o porquê, a matéria “Tradutor de presidente sofre, mas se diverte” é uma boa leitura.

«
»